domingo, 16 de abril de 2017

Perdão

É possível ensinar alguém a perdoar?

Quando jovem guardava muita mágoa das coisas ruins que me faziam (ou achava que me faziam). Para cada pequena, média ou grande sacanagem, alocava um novo slot e guardava ali a doce lembrança do ocorrido. Depois de uns tempos, notei que aquela atitude não estava me tornando uma pessoa melhor. Pelo contrário, os FDPs abençoados que causaram as lembranças seguiam suas vidas normalmente e eu... pff... cheio de lyxo. Resolvi mudar a forma de pensar...

Decidi que dali para frente passaria a perdoar atitudes ruins, mas sob uma ótica diferente. Apaguei todos os slots ocupados e passei a entender minhas atitudes e as atitudes dos outros como joinhas positivos e negativos que a vida nos dava ao longo do tempo. Se eu faço algo de bom para alguém, ganho da vida um joinha positivo. Se alguém faz algo de mal para mim, a vida lhe dará um joinha negativo. Parece bem simples... e é, pelo menos para mim. Minha meta passou a ser juntar joinhas positivos e tentar mostrar aos outros como fazer isso também. A ideia tornou-se gratificante. O difícil é conseguir enxergar dessa forma, ou pior, mostrar a alguém como ver isso.

Nossa tendência natural é afastar as coisas ruins que nos rodeiam. Mas é sempre possível tomar bolas lições de situações ruins. Tento fazer isso sempre que vejo atitudes que, sob minha ótica, considero indesejáveis. Procure entender o porquê de seu irmão haver agido errado (sob sua ótica) e aprenda disso. Ajuda bastante. Muitas vezes, eu é que estava errado e não percebia. Caso esteja certo, tente mostrar ao outro que a atitude dele não foi boa (para ele). Caso esteja errado, anote o erro com muito cuidado e cuide para não repeti-lo (vigia seus atos!).

Se você mantém algum lado espiritual ativo, isso ajuda um pouco também, mas não é essencial. O essencial é que pensando assim você SABE que está se tornando uma pessoa cada dia melhor.

Nos últimos 15-20 anos já consegui arrebanhar uns 4-5 fiéis, que ficaram muito agradecidos.

Aprimore-se como pessoa e procure perdoar, pois sobrarão mais slots para as boas lembranças. Lembre-se que daquele provérbio chinês... ou seria árabe? ou estaria na bíblia cristã? Não lembro, mas lá vai:

"Os sábios aprendem com os erros dos outros, os tolos com os próprios erros e os idiotas não aprendem nunca."

Boa páscoa a todos! 

Nenhum comentário :

Postar um comentário