sábado, 28 de janeiro de 2017

Crônicas do TCC - Capítulo 1: O projeto

Está começando o semestre. Para você que é universitário(a) e está concluindo, provavelmente é bom começar a se preocupar com o tal do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Andei lendo em alguns locais que ele não é mais obrigatório, mas tudo depende do projeto pedagógico do seu curso, de modo que, via de regra, os cursos costumam exigir que o aluno faça o TCC.

Nesta série Crônicas do TCC, vamos acompanhar a saga de um Trabalho de Conclusão de Curso em gestação, desde a fecundação até o parto. Veremos como os atores se movimentam nesse emaranhado de saber para realizar talvez a mais difícil e (às vezes) tediante tarefa na vida de um estudante.

Chole! Esperneie! Reclame! Ajuda, mas não resolve. Se você quer concluir seu curso para poder usufruir de prisão especial (nunca se sabe...), terá de fazê-lo algum dia.

A receita de um TCC é composta de três ingredientes básicos:

Um aluno

Um orientador
Um documento a ser produzido
Para o TCC ficar perfeito, esses três ingredientes devem ser cozinhados em uma panela funda cheia de "tempo", temperada com doses generosas de pesquisa, dedicação e esmero na língua portuguesa. O problema é quando você não dispõe esses temperos... Bem, de alguma forma você terá que dar seus pulos, e tudo começa com um projeto.

O projeto


O projeto do TCC nada mais é que uma ideia que deve ser elaborada e registrada por você e seu orientador para guiar seus caminhos ao longo de (normalmente) um semestre. O orientador é um cara ocupado. Ele tem muita coisa para fazer, ao contrário de você universitário, cuja única obrigação é estudar. Logo, apresente sua proposta para seu orientador de modo a impressioná-lo. Seu TCC irá mudar o mundo como o vemos!!!

Expectativa

Realidade

Escreva tudo num texto bonito, cheio de advérbios e adjetivos, mostrando como você é capaz. Todos vão gostar. Mostre aos seus colegas e peça sugestões. É o primeiro passo para o sucesso e tudo vai correr bem. Você ainda tem muito tempo para fazer seu trabalho e, agora, ele está a seu favor. 


Nenhum comentário :

Postar um comentário